Treinamento nos EUA melhora know-how em tecnologia e equipamentos Cat®

Treinamento nos EUA melhora know-how em tecnologia e equipamentos Cat®

Representante da Sotreq participa do Road Builder Pro, com aulas práticas e teóricas

  

A confiança para comprar um equipamento ou em solicitar uma assistência adequada depende, muitas vezes, do grau de segurança de quem nos atende. A Sotreq investe para deixar seus colaboradores “afiados” na representação dos produtos Cat® e, nesta filosofia, treinamento é a palavra-chave. Um dos mais recentes aconteceu em Tucson, nos EUA, com imersão total em alguns dos sistemas mais tecnológicos dos equipamentos.  

 

“De todos os treinamentos que eu já participei, esse sem dúvida foi um dos melhores, em todos os aspectos”, avalia Saulo Simão, especialista de produtos da Sotreq, referindo-se ao Road Builder Pro. O programa, disponibilizado para dealers, clientes e funcionários da Caterpillar, durou cinco dias em maio e, além de teoria, fez os participantes mergulharem em situações reais de um canteiro de obras e os desafios inerentes a ele.  

 

“Para mim, a grande importância desse treinamento é o dealer entender na prática o quão importantes são as tecnologias que disponibilizamos hoje aos nossos clientes no momento da execução da obra”, diz Saulo. Na avaliação dele, essa vivência gera argumentos técnicos e comerciais importantes, que só quem já usou ou usa os sistemas pode oferecer. 

 

Trena e estaca 
Parte da vivência citada por Saulo foi árdua. Os participantes tiveram de executar partes das tarefas sem o auxílio das tecnologias. Para a construção de uma pista de 100 metros de comprimento e 11 metros de largura, até a camada base para a pavimentação, inicialmente tiveram de usar trena e estaca, por exemplo, além de máquinas sem nenhuma tecnologia. Ou seja, tudo na raça. Só numa etapa posterior tiveram o auxílio de todo o aparato tecnológico dos equipamentos Cat, sem o qual a entrega não seria possível.  

 

A obra tinha de ser entregue no prazo, dentro do orçamento do projeto e com o lucro esperado. “Conseguimos ver claramente o quanto o orçamento de um projeto está amarrado com a quantidade de máquinas utilizadas e todos os seus custos operacionais envolvidos com o prazo de execução. Quanto mais rápido fazemos, menos recursos utilizamos e incrementamos a lucratividade”, ensina Saulo. 

 

Canteiro de obra 
Assim como num canteiro de obra, cada um tinha sua responsabilidade. Além da tomada de decisões, como a contratação ou não de um especialista e do aluguel de uma máquina específica, todas as manhãs eram discutidos temas importantes, como segurança operacional, por exemplo. O controle de custos e a solicitação de materiais e insumos para a obra também eram atividades diárias. 

 

Um dos dias também foi reservado para que os participantes pudessem operar as máquinas que estavam disponíveis no treinamento, como as Motoniveladoras Cat® 140M e 160M, os Tratores de Esteira D5K e D6T, os Compactadores 825K e CS74B, a Carregadeira 950L, as Escavadeiras M320F, 320, 323, 349F e os Caminhões Articulados 730 e 745. 

 

O treinamento incluiu também diversas apresentações teóricas sobre temas como segurança no canteiro de obras, orçamento e concorrências (licitação), elaboração e leitura de projetos, lucratividade, dimensionamento de frota, compactação e drenagem, utilização de tecnologias, entre outros. 

 

As melhores máquinas 
Com tudo isso, o dealer ganha mais segurança na hora de apresentar soluções aos clientes. “Reforça o nosso discurso de que temos as melhores máquinas e as mais preparadas tecnologicamente para atender as demandas dos nossos clientes. Sem contar todo o apoio técnico que os times da Cat/Sotreq e Trimble/SITECH possuem para apoiar os nossos clientes, depois que eles decidem investir nessas tecnologias”, finaliza Saulo.