Sotreq traz para o Brasil o Haulmax 3900D: um novo caminhão na mineração

Sotreq traz para o Brasil o Haulmax 3900D: um novo caminhão na mineração

Com tecnologia Cat®, o caminhão tem payload de 80 toneladas e vida útil estimada de 60 mil horas

A Sotreq traz para o Brasil o caminhão ideal para a mineração: o Haulmax 3900D. Tão robusto como um fora-de-estrada, o veículo possui payload de 80 toneladas e capacidade de transportar minério em distâncias de até 50 quilômetros, sem problema de TKPH. Além disso, tem vida útil estimada em 60 mil horas, representando o triplo da vida útil dos caminhões rodoviários usados na mesma aplicação.

“O caminhão Haulmax 3900D é, hoje, a melhor opção para atender empresas de mineração que necessitam de alta produtividade em grandes distâncias de transporte e melhor custo por tonelada transportada”, afirma Ademar Amaral, engenheiro consultor de vendas da Sotreq.

 

As vantagens do Haulmax 3900D

- O cliente terá menos troca de caminhão rodoviário, ou seja, menos compra ao longo do tempo;

- Capacidade de 80 toneladas, o dobro do caminhão rodoviário;

- Se a mineradora trabalha com caminhões rodoviários, ela precisará de metade de caminhões fora-de-estrada Haulmax, para obter a mesma produção com menos operadores;

- O Haulmax 3900D roda em média 60 mil horas, enquanto o caminhão rodoviário precisa ser substituído a cada 20 mil horas;

- O Haulmax 3900D é fabricado para suportar longas distâncias – pode trabalhar com distância de até 50 km sem danos de TKPH para os pneus;

- Melhor custo final por tonelada transportada, devido à sua maior produtividade, durabilidade e robustez, com menos desgaste do equipamento e peças.

 

Qualidade Caterpillar

O chassi do Haulmax 3900D é fabricado pela Elphinstone, mas todos seus componentes são Cat®, com a tecnologia e a confiança que o mercado já conhece. O suporte ao produto, que inclui peças e serviços, é atendido pela Sotreq em todo o Brasil.

“O caminhão Haulmax, por ter um payload bem maior que o rodoviário, permite match com uma unidade de carregamento (escavadeira) de maior capacidade, reduzindo a quantidade de caminhões no site da mina”, complementa Ademar Amaral.

“Por suas características de projeto, o Haulmax vem atender um nicho de mercado específico, que une as características de um caminhão fora-de-estrada com sua excepcional versatilidade de transportar minério a grandes distâncias”, lembra o engenheiro Sergemar Júnior, também consultor de vendas da Sotreq.

 

Haulmax: melhor custo por tonelada

Com o Haulmax 3900D, as mineradoras têm agora uma excelente opção às constantes aquisições que fazem de caminhões rodoviários, que acabam não suportando o processo intenso de trabalho que o transporte de minério exige. O rápido desgaste desses caminhões acaba, no entanto, gerando um aumento de custo por tonelada, o que já não acontece com o Haulmax.

 

Comentar