Soimpex estreia com boa visibilidade na Cachoeiro Stone Fair

Soimpex estreia com boa visibilidade na Cachoeiro Stone Fair

Feira no ES foi providencial para esclarecer os clientes sobre importação e exportação

  

A estreia não poderia ter sido melhor. Essa é a avaliação que a Soimpex faz de sua primeira participação na Cachoeiro Stone Fair, uma das maiores feiras do Brasil no ramo de rochas ornamentais e produtos relacionados, ocorrida de 27 a 30 de agosto em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo. 

 

“Foi um sucesso. A visibilidade que a Soimpex teve nessa feira foi maravilhosa, tendo em vista que a Sotreq nos prestou um ótimo apoio com seus clientes do segmento de mármore e granito”, explica Vivian Nascimento, consultora comercial de comércio exterior da Soimpex. 

 

Das duas únicas trading companies que estavam na feira, explica Vivian, apenas a Soimpex faz parte de um grupo tão sólido quanto a Sotreq. “Essa feira gerou alguns leads. Pudemos mostrar o ganho do FUNDAP junto à nossa expertise em importação, não só de máquinas pesadas como em qualquer produto de alto valor agregado”, afirmou Vivian. 

 

Com anos de experiência na intermediação das empresas com o mercado externo, a Soimpex percebeu que há uma falta de informação sobre o Fundo de Desenvolvimento das Atividades Portuárias, o FUNDAP, programa de financiamento do governo do Espírito Santo às empresas do estado nas operações de importação. Um dos principais objetivos com a participação na feira era exatamente suprir essa lacuna, o que foi alcançado.

 

A feira 
A Cachoeiro Stone Fair recebeu um público de 17 mil pessoas, do mercado nacional e de outros 16 países. Mais de 180 expositores puderam mostrar suas novidades. “Muitos negócios foram fechados no evento e outros iniciados, que terão continuidade ao longo do ano”, afirmou Tales Machado, presidente do Sindirochas, organizador do evento. A cidade que sedia a feira já é conhecida como a capital brasileira do mármore e detentora do maior polo de beneficiamento de rochas ornamentais das Américas. 

 

Comentar