Instituto Social Sotreq (iSSO) apoia e comemora sucesso de feira tecnológica e científica em Campinas (SP)

Instituto Social Sotreq (iSSO) apoia e comemora sucesso de feira tecnológica e científica em Campinas (SP)

iSSO também participa como avaliador dos projetos na 10ª Bentotec

 

O sucesso da Feira Tecnológica e Científica da Escola Estadual Técnica Bento Quirino (Bentotec), em Campinas, tem um pouco do Instituto Social Sotreq (iSSO) e de outros patrocinadores. O evento chegou à sua 10ª edição e já é referência na região como um importante projeto, cujo objetivo é inspirar e despertar a criatividade e os conhecimentos científicos e tecnológicos nos alunos, ajudando na descoberta de jovens talentos. Prova disso são os mais de cem projetos apresentados na feira. 

 

“Nossa grande veia é fomentar projetos voltados para formação profissional. Para o iSSO é um prazer patrocinar e participar de uma feira como a da Escola Bento Quirino”, diz Aline Lima, analista contábil do Instituto durante a feira, ocorrida de 12 a 13 de setembro e que premiou os três melhores projetos em cinco categorias – veja a lista abaixo.   

 

Pelo segundo ano, Aline também foi uma das avaliadoras voluntárias. “A experiência traz esperança em um futuro mais promissor, com o protagonismo dos jovens. Como vamos com a blusa do iSSO, eles nos identificam e também perguntam sobre o mundo corporativo, resultando numa troca bastante positiva e agregadora para ambas as partes”, afirma. 

 

Encanta sempre 

Flavio Carchedi, analista técnico da Sotreq em Sumaré, é um indicado pelo Instituto que participa há 4 anos como avaliador voluntário e diz que se encanta sempre. “Todo ano, para a minha surpresa, eu vejo uma evolução, tanto na qualidade como na quantidade dos projetos. Isso revela o engajamento dos alunos em colocar em prática todo o conhecimento científico aprendido em sala de aula”, afirma Flavio, que junto com Aline faz parte do grupo de 75 avaliadores dos projetos, a maioria convidados externos. 

 

Entre os visitantes admirados estava Moacir Inácio, coordenador técnico do Centro de Educação Tecnológica (CET), da Fundação CSN, do qual o iSSO é parceiro em Congonhas (MG). A troca de experiência foi de grande importância para ele, já que pretende criar uma feira nos mesmos moldes lá em Minas. “Se não tiver parceria, não tem como fazer mesmo”, avalia Moacir. A ideia é também promover o mesmo intercâmbio entre as escolas, e não fazer um evento fechado. “Com um evento como este, bem estruturado, você consegue isso”, finalizou. 

 

Maior e melhor 

A cada ano, a feira cresce e se fortalece no seu propósito. De 80 projetos em 2018, a Bentotec saltou para cerca de 140 este ano, inclusive de estudantes de outras instituições de ensino convidadas. O número de visitantes também teve um salto. Foram 5 mil no ano passado, o dobro de inscritos. Nesta edição dos 10 anos do evento, 4,5 mil se inscreveram, mas o público real passou de 6 mil.  

 

Há também alunos de outras escolas técnicas, estaduais e municipais de Campinas e região. Apenas na manhã do primeiro dia da feira, estudantes de 11 instituições de ensino percorriam as salas de aula, a quadra coberta e as demais dependências do Bento Quirino, todos curiosos para conhecer as novidades apresentadas pelos alunos-expositores. 

 

Entre as novidades deste ano, explica o diretor do Bento Quirino, Luis Eduardo Gonzalez, destaca-se a instalação de um palco para pequenas palestras, de até 20 minutos, e o espaço para food-trucks. “Pra gente crescer e oferecer uma estrutura melhor aos alunos, mais profissional, de apresentar um projeto ao público e abrir para a comunidade, a gente precisou fazer as parcerias com as empresas”, explica o diretor da escola. 

 

‘Nunca sonhei com isso aqui’ 

A dimensão que a feira ganhou surpreende até mesmo quem está por trás da organização desde a primeira edição. Daniel Toledo, Relações Institucionais do Bento Quirino e o principal organizador do evento, disse que no início era bem feira de ciência de escola, com carteira e mesinha. “Eu nunca sonhei com isso aqui”, emociona-se Daniel, ao falar do sucesso e de tudo que a feira possibilita hoje. 

 

Para a próxima edição, Daniel já planeja transformar a Bentotec em um complexo de atrações e atividades. “Queremos um espaço de games, um espaço de oficinas, de congresso. Ano que vem quero ter um congresso para 200 pessoas sobre tecnologia, de graça”, conclui. 

 

Ele ressalta que a Bentotec funciona como uma vitrine para as empresas, que buscam na feira jovens talentosos na sua área de formação. Além disso, diz não ser exagero afirmar que, pela criatividade dos alunos, pode sair da feira soluções inovadoras para alguns problemas ou demandas da sociedade, já que muitos projetos apresentados são resultados das observações dos estudantes dos desafios encontrados na sua família, nos lugares que frequentam. 

 

Bentão Maker 

A escola reconhece a importância de parcerias com instituições como o iSSO, que também proporcionou a inauguração este ano do ‘Bentão Maker’, um espaço de criatividade e de execução dos projetos, equipado com impressora 3D, máquina de corte a laser, ferramental e furadeira de bancada, entre outros. “É uma instituição que acredita muito no nosso trabalho. A gente fica muito feliz em ter o iSSO como parceiro”, diz Daniel. 

 

Vencedores e vencedores! 

Os organizadores lembram que todos os alunos que participam da Bentotec já são vencedores por excelência, pela iniciativa, pelo empenho e tempo dedicado aos projetos que defendem. Para que aprendam a lidar com a competição de uma forma saudável, seus trabalhos foram pontuados não só pelos avaliadores, mas também pelos visitantes da feira.  

 

Confira os projetos mais bem avaliados na 10ª Bentotec, com direito a medalhas para os três primeiros colocados nas cinco categorias - Ciência e Arte; Gestão; Social e Saúde; Indústria; e Tecnologia da Informação. 

 

Ciência e Arte 

1º - Brasil: Uma reflexão sobre o desenvolvimento  

2º - As aranhas do Campus: Estudo da comunidade, educação ambiental e conservação de aranhas nas dependências do IFSP - Hortolândia 

3º - Composteira Automatizada 

 

Gestão  

1º - RH 4.0  

2º - CC – Control Center 

3º - SC – Stock Control 

 

Social e Saúde 

1º - Quem matou Maria? 

2º - Silent Cry - Dispositivo auxiliar para deficientes auditivos para detecção de choro de bebês  

3º - Alternativa para bebidas energéticas industrializadas 

 

Indústria 

1º - Eco Shower  

2º - ATSS (Automatic Trash System Solution) 

3º - Gerador de Hidrogênio 

 

Tecnologia da Informação 

1º - Ponto & Vírgula 

2º - ToAki! Serviços Gerais  

3º - Pulseira Eletrônica de Segurança 

 

Comentar