CAT AI antecipa possíveis falhas em equipamento e possibilita manutenção no momento certo

CAT AI antecipa possíveis falhas em equipamento e possibilita manutenção no momento certo

Por meio de inteligência artificial, o sistema de monitoramento e controle remoto executa cálculos analíticos e correlaciona diversas variáveis

 

É sabido que remediar custa mais caro que prevenir. Então, por que arriscar? Com o objetivo de antecipar a falha, possibilitando um diagnóstico prévio para seu tratamento, a Sotreq oferece o CAT AI (Asset Intelligence na sigla em inglês). Trata-se de um sistema de monitoramento e gerenciamento remoto de frota que, por meio de uma inteligência artificial, executa cálculos analíticos correlacionando diversas variáveis. Com isso, o cliente pode executar serviços mais assertivos, como a manutenção no momento certo.

 

“Um exemplo prático: o alarme de temperatura de água para um motor da série 3500 é de 102°C. Porém, será que há uma determinada carga aplicada no motor e uma temperatura de 95°C já não pode ser um indicativo de falha?”, comenta Alexandre Saul Machado, engenheiro de novas tecnologias da Sotreq.

 

O sistema já foi comissionado pela Cargill, uma das maiores indústrias de alimentos do país, mas ainda em fase de testes em duas embarcações da companhia. Ele irá monitorar os motores principais, os grupos geradores auxiliares, o sistema azimutal, GPS, níveis de tanque da embarcação e consumo de combustível em tempo real através de medidores de combustível fornecidos também pela Sotreq.

 

Para Marcelo Almeida, supervisor de manutenção da frota brasileira da Cargill, o sistema CAT AI irá unir eficiência com três importantes pilares: economia, transparência e confiabilidade. “Através da identificação de margem para otimização em nosso modo de operação; da prevenção de desperdícios e das perdas por possíveis desvios de combustível; pela identificação da real necessidade de troca de filtros e análise preditiva de falhas em outros componentes dos motores”, comenta respectivamente.

 

De acordo com Saul Machado, este é o primeiro projeto com participação de um revendedor, finalizado nas Américas.

 

Comentar